Situados em Montijo, dispomos de um serviço personalizado, altamente qualificado e focado nos nossos sócios, num espaço tão harmonioso que promete deslumbrar…

+351 212 311 317 Cais do Seixalinho, 2870-491 Montijo Seg a Sex: 7h - 23h Sáb: 9h - 20h Dom: 9h - 13h
Siga-nos
Image Alt

PumpAddicted

Chocolate e Amor, relacionados?! Chocolate com adoçantes? E o apetite?

SIM! Há um fundo de verdade nesta associação. O chocolate contém feniletilamina e serotonina que se pensa ser um estimulante sexual e desinibidor da líbido! Assim, escolha o chocolate com maior teor de cacau e níveis de açúcares baixos, 25g é o suficiente para beneficiar das suas propriedades e se deliciar!

No que toca aos açúcares que são adicionados ao chocolate, de forma a ser um dos critérios de compra, deve primeiro entender, que qualquer açúcar depois de digerido, corresponde ao mesmo número de calorias (4cal/g). A forma como é digerido e absorvido é que é diferente. Por isso, prefira o que for menos processado possível, tendo a vantagem de que os adoçantes têm um poder para adocicar maior. Desta forma, coloca-se em menor quantidade. Evite os adoçantes artificiais como a sacarina porque esses sim: têm menos vantagens nutricionais. Um exemplo de adoçante natural é o já conhecido: stevia. Contudo, no que toca a escolher um chocolate, vá escolhendo de forma a ir reduzindo gradualmente a quantidade de açúcar (de qualquer um deles) que este contém, mas opte por um critério de cada vez (redução de açúcar e posteriormente aumento da percentagem de cacau).

Já agora! Se está numa fase em que “comer este mundo e o outro” em doces é o que lhe apetece, fique a saber que há truques que pode fazer para a diminuição do seu apetite. A nossa sensação de apetite é gerida através de uma regulação hormonal que envolve a hormona leptina e por vezes, o nosso organismo cria resistência a esta hormona à medida que o corpo aumenta a sua quantidade de gordura. Se sente que tem sempre vontade de comer, iniba o seu apetite criando um estilo de vida diferente!

Evite alimentos que sejam totalmente refinados, como por exemplo: as farinhas, os açúcares, xarope de milho, bolachas, frutose- utilizada nos refrigerantes-, e outros produtos industrializados. Neste caso, há um aumento dos níveis de insulina (hormona que permite a entrada de açúcar nas nossas células), que levam à resistência da ação da leptina. Mas cuidado! É importante saber que as dietas restritivas, conduzem a um défice no organismo, levando-o a desequilíbrios hormonais.

Marque já a sua consulta de nutrição

Marcar

Mas nem tudo são más notícias! Se começarmos o nosso dia com boas fontes de proteína, para além de estas nos saciarem, ainda nos levam também a um aumento da leptina. Por sua vez, gorduras como o ómega-3 aumentam da sensibilidade desta hormona. Como não poderia faltar, as verduras e as frutas! Já que estas têm papel importante no equilíbrio da leptina. Esteja atento! Quem tem deficiências em leptina normalmente é acompanhada por défices em zinco. Pode encontrar este mineral nos espinafres, marisco, nozes, cacau e leguminosas.

É também fundamental que descanse, relaxe, durma e tenha bom ritmo de treino para um balanço positivo de todas as hormonas produzidas no seu organismo!

 

Maria Lains,

Nutricionista